Lisaac

Sementes de vida, ������© tempo de semear

«

»

dez 02

SEMANÁRIO DOMINICAL

PAULO DAHER - 2018

1º. DOMINGO DO ADVENTO – ESTEJAM ATENTOS –

*Por Monsenhor Paulo Daher –

EM JEREMIAS 33, 14-16,  Virão dias em que o Senhor fará cumprir a promessa dos bens futuros. A justiça fará brotar na terra  porque o Senhor é que é a justiça.

Iniciando nossa preparação para o Natal, as leituras trazem-nos à mente uma revisão de vida para melhor preparar-nos para comemorar o novo nascimento de Cristo em nossas vidas.

As promessas de Deus sobre nós pedem nossa participação e preparação. O que nos dificulta um pouco é nossa fragilidade presente, nossa vida pequena  e cheia de empecilhos. Mas olhamos o amanhã e temos certeza de que nossa salvação está mais próxima do que pensamos.

A justiça de que fala o profeta  é a retidão de Deus no que pensa, planeja e realiza. Ele nunca falta à sua palavra.

A lembrança e comemoração do nascimento de Jesus pela fé e com a graça de Deus fazem-nos reviver e participar de ação salvadora de Cristo. Seria como estar presente ao momento da chegada do Senhor.

E assim como os céus comemoraram com a presença e os cantos dos anjos, a terra com a visita dos pastores, a vinda dos santos reis, assim nós também estamos presentes a este aparecimento de Cristo que veio mais uma vez participar conosco em nossa vida.

NA CARTA AOS TESSALONICENSES 3, 12-4,2, o apóstolo deseja que o amor aumente sempre entre eles e dele para com todos. E confirme seus corações na santidade  aos olhos de Deus. Vocês conhecem minhas instruções para progredir em nome do Senhor Jesus.

A descoberta e a ação deste dom que Deus colocou em Paulo e na comunidade entre todos que é o amor, é um sentimento ativo de prazer e alegria que envolve o relacionamento entre os que seguem o Cristo. É também uma força, incentivo para fazer crescer entre todos a união que dá sentido alegre o tudo o que fizerem.

É uma espécie de disposição sempre presente que anima a aceitar o que procuramos viver e a nos sentirmos alegres e felizes de com todos realizar tudo o que temos a fazer. É uma espécie de clima favorável que nos faz bem e dá prazer ao participarmos.

O apóstolo manifesta-se realizado não só pelo bem estar que todos sentem pela união entre eles, mas incentiva a que perseverem nesta participação fraterna crescendo sempre mais.

È pois uma luz, um estado de satisfação que não pode parar mas deve sempre crescer seguindo a maneira nova de viver entre eles com Jesus.

É  o valor da mensagem de Cristo que não só traz uma notícia prazerosa, mas entre em cada um dando novo sentido ao que realizamos no dia a dia de nossa vida.

EM LUCAS 21, 25-28.34-36,  Jesus prevê os dias em que  haverá sinais  no sol, na lua e nas estrelas. O mundo vai ser abalado. Verão o Filho do Homem vindo sobre  uma nuvem com grande poder. Quando acontecerem estas coisas levantem a cabeça porque sua libertação está próxima. Estejam atentos para ficarem de pé diante do Filho do Homem.

Mais uma vez Jesus dramatiza esses tempos finais. É uma maneira muito humana de chamar  a nossa atenção para o sentido trágico,  sim,  do final, mas incentivando-nos a estar sempre atentos e vigilantes para seguir os caminhos certos.

O provérbio: o fim justifica os meios, pode ajudar-nos no melhor sentido a desde já direcionar nossa vida moral, de fé e de amor aos outros, para que nada nos atemorize, pois estaríamos preparados e vigilantes para enfrentar os momentos difíceis que possam advir em nossa vida e no final dos tempos.

A certeza  que deve tomar conta de nossa mente e coração é saber que nunca estaremos sozinhos. Mesmo preparados somos sempre seres humanos frágeis. Mas podemos e devemos contar com a presença de Cristo que veio não para assistir nossos dramas humanos mas para participar também deles conosco. 

É muito útil conhecermos as reações da natureza em seus terremotos, vulcões, enchentes, incêndios, porque confirma em nós a instabilidade das forças físicas deste nosso universo. E assim nos convencemos da presença frágil deste ser inteligente que somos.

No mundo espiritual, moral, social acontece a mesma instabilidade que assim serve de lição para sermos mais cuidadosos e prudentes em tudo o que fazemos.

_______________________________________________________________

 *Monsenhor Paulo Daher é Vigário Geral da Diocese de Petrópolis, colabora enviando gentilmente seus comentários aos textos litúrgicos da semana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Apoio: