Lisaac

Sementes de vida, ������© tempo de semear

«

»

fev 11

SEMANÁRIO DOMINICAL

PAULO DAHER

6º DOMINGO COMUM – JESUS TOCOU NELE E O CUROU - 

*Por Monsenhor Paulo Daher –

NO 2º LIVRO DOS REIS 5, 9-14, o general Naamã leproso foi ter com o profeta  Eliseu que o mandou lavar-se sete vezes no rio Jordão. Naamã não gostou. Esperava outra resposta. Mas seus servos comentaram que fizesse o que o profeta indicou. Assim o fez e  se curou totalmente da lepra.

É um trecho de muitas lições práticas para nossa vida. Vejamos.

O general parecia ser uma pessoa boa e pegou a lepra. Cuidava bem do rei. Até sua escrava se importou com ele e disse que em sua terra havia um profeta que poderia cura-lo. Aceitou a ideia, foi com o agrado do rei que deu-lhe uma carta de recomendação ao rei daquela região. Vai com muitos presentes, com um séquito bem apresentável. Esperava recepção do profeta.   

Mas este mandou-lhe um recado absurdo: vai lavar-te sete vezes no rio Jordão... Ficou ofendido. Mas ouviu o conselho dos que o acompanhavam e afinal lavou-se e ficou curado. E foi agradecer ao profeta.

Deus tem costume de nos pregar peças. Seu modo de entender e fazer é diferente do nosso. Sempre sabe o que faz, como faz e porque faz.

Penso numa forma um pouco hilária para Deus, mas como é nosso Pai querido, digo que o Senhor gosta de brincar conosco, como os pais com seus filhos pequenos. À primeira vista até fica parecendo que Ele nem nos ouviu ou talvez não tenha entendido o que dissemos ou de que precisamos.

É toda uma didática para provocar em nós uma verdadeira e sincera confiança em sua bondade e sabedoria.

Veja este caso do general leproso. Quem se interessa é uma escrava. O profeta nem recebe o general. Rio Jordão é nada comparado aos rios de seu país. Os servos é que convencem o general a fazer o que o profeta indicou. E ainda nem aceitou os presentes do general...

Por trás de aparências sem valor, Deus nos surpreende sempre.

NA 1ª CARTA AOS CORÍNTIOS 10, 31-11.1, o apóstolo aconselha a que os cristãos façam como ele:  tudo ofereçam para glorificar a Deus.

O filósofo romano Cícero lembra que Deus fez o ser humano com o corpo ereto, com a cabeça que pode com facilidade enxergar o horizonte e também o céu. Olhar para cima facilita reconhecer que Alguém lá em cima sempre está olhando para nós e por nós aqui na terra.

O que fazemos seguindo nossa consciência reta e certa é espelho do amor que Deus colocou em nossos corações.

Uma criança, um filho alegra o coração de seus pais não só quando diz que os ama, mas quando faz o que é bom e certo.

Antes de dizer a Deus com nossas palavras que O amamos, nossos atos devem demonstrar que isto é verdade.

Sempre penso em Nossa Senhora, a mais santa das criaturas, Aquela que mais correspondeu ao amor de Deus, agradando-o em tudo.

Ela não passava o dia ajoelhada orando a Deus. Nem ficava sentada ao lado de Jesus conversando com Ele sobre as coisas do céu. Seu trabalho cuidando de Jesus e de José era sempre uma oração, isto é, estava ligada sempre a Deus fazendo tudo com muito amor.

Jesus nos disse que o que fizéssemos ao menor dos irmãos estaríamos fazendo a Ele. Então estar com Deus, conviver com Deus, tratar com Deus é tudo o que devemos fazemos como seres humanos normais na vida.

A vida que Deus nos deu é louvor a Ele quando a vivemos conforme a necessidade de conservar nossa saúde e de desenvolver todas as qualidades com que o Senhor nos presenteou.

Os salmos nos fazem convidar todas as criaturas a louvar a Deus. Como S. Francisco. Participar da vida dos seres, os mais pequeninos, viver a vida que Deus nos deu é agradecer e louvar sempre o Senhor.

EM MARCOS 1, 40-45, um leproso pediu a Jesus a cura. Jesus tocou nele e o curou. Despediu-o para que voltasse para os seus. O curado falava para todos o que acontecera. Jesus não podia entrar nas cidades todos acorriam a ele.

Jesus era procurado pelas pessoas que queriam ser curados. E atendia a todos.  Pedia que não divulgassem. Era impossível pela alegria da cura.

Há pessoas que recebem muita graça de Deus e não divulgam isso.

Cada dia somos testemunhas de que o Senhor acompanha bem de perto o que fazemos. Se refletirmos melhor perceberemos que somos agraciados a cada momento. A começar pela saúde, pela natureza, por pessoas tão boas que encontramos. Precisamos ligar tudo ao amor que Deus tem a nós e que demonstra a cada passo de nossa vida.

Talvez manifestemos isso em nossas orações. Mas com simplicidade com os outros ou quando podemos manifestar aos outros o que vivemos, é bom que outros saibam o que Deus tem feito em nossas vidas.

Numa reunião de cursilhistas, uma senhora foi um pouco deprimida por sentir vários problemas em sua vida. Iria desabafar com as outras. Mas foi ouvindo o depoimento de cada uma com seus problemas e a tranquilidade com que pela fé iam resolvendo e confiando sempre no Senhor. Chegada a sua vez, disse: eu vim para desabafar o que está em minha vida e em meu coração, pensando que era só comigo que tudo acontecia. Depois de ouvir a todas, senti que todos tem problemas, mas que a fé iluminava suas vidas para confiar sempre em Deus e seguir para a frente.  Obrigada pela lição!

Em vários salmos encontramos palavras certas para sempre louvar o Senhor por tudo o que faz de bem conosco. Tente orar o salmo 97(98).

___________________________________
*Monsenhor Paulo Daher é Vigário Geral da Diocese de Petrópolis, e colabora enviando gentilmente seus comentários aos textos litúrgicos da semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Apoio: