Lisaac

Sementes da Palavra, É tempo de semear

Arquivo por categoria: INFORMAÇÕES E SUGESTÕES

mar 06

CRIMES CONTRA A MULHER: A SOCIEDADE NÃO PODE TOLERAR

FEMINICÍDIO - 2

FEMINICÍDIO: O SILÊNCIO É MORTAL –

*Por Daniel França

Feminicídio ou femicídio - Com o objetivo de impedir os crimes contra as pessoas do sexo feminino, a ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, sancionou a Lei 13.104, em 9 de março de 2015, conhecida como a Lei do Feminicídio, no Brasil.

A lei altera o Código Penal (art.121 do Decreto Lei nº 2.848/40), incluindo o feminicídio como uma modalidade de homicídio qualificado, entrando no rol dos crimes hediondos.

As motivações mais comuns são:

Sentimentos de posse sobre a mulher; controle sobre seu corpo, desejo e autonomia; limitação da sua emancipação profissional, econômica, social ou intelectual; tratamento da mulher como objeto sexual; e manifestações de desprezo e ódio pela mulher e por sua condição de gênero (extremo da misoginia), de acordo com as Nações Unidas. Basicamente se define por perseguição e morte intencional de pessoas do sexo feminino.

Alguns exemplos são:

Agressões físicas e psicológicas, como abuso sexual, estupro, escravidão sexual, mutilação genital, negação de alimentos e maternidade, espancamentos, entre outras violências que podem gerar a morte desta mulher.

E ele pode ser classificado de três formas:

1° Feminicídio íntimo- Quando a vítima tem uma relação de afeto ou parentesco com o agressor;

2° Feminicídio não-íntimo: Quando não há relação de afeto ou parentesco com o agressor;  mas o crime se constitui por haver violência ou abuso sexual.

3° Feminicídio por conexão: Quando uma mulher, na tentativa de intervir, é assassinada por um homem que desejava matar uma outra mulher.

O que fazer diante deste triste quadro?

1° Delegacia da mulher-  Ponto de entrada para das denúncias de agressão e crimes contra a mulher;

2° Ligue 180 (Central de Atendimento à Mulher);

3° chame a polícia 190;

4° Procure a Defensoria Pública.

Podemos ressaltar que qualquer pessoa pode denunciar casos de violência doméstica, não precisa ser necessariamente a vítima.

Vale ressaltar segundo estudos que o Feminicídio é  a ultima etapa de um processo de violência contra a mulher, muitas destas mortes são "anunciadas" e evitáveis!

__________________________________________________________________________ DANIEL FRANÇA - 2  

Psicólogo Clínico Daniel França

Contato: 21 97310-3380 psicologodanielfranca@gmail.com

mar 05

MEDICINA VETERINÁRIA: CASTRAÇÃO DE CÃES E GATOS

CLÁUDIO AQUILES

MEDICINA VETERINÁRIA EM AÇÃO

Tema De hoje: Castração de cães e gatos

*Por Dr. Cláudio Aquiles Daemon - 

“Uma das maiores preocupações dos dias atuais é com o cuidado com a saúde e com a prevenção de males e de doenças em todos e quaisquer seres vivos. Assim como a medicina destinada para os seres humanos, a veterinária também tem esta preocupação, principalmente com os nossos queridos cães e gatos”

Na qualidade de médico veterinário e clínico de pequenos animais domésticos muitas vezes sou instado a explicar as vantagens da castração de cães e gatos, notadamente as fêmeas; trata-se de um procedimento rotineiro e realizado sob anestesia geral o que denota a necessidade de exames pré-operatórios para que nossa paciente seja operada com o máximo de segurança possível. Convém falar um pouco sobre a importância dos cuidados pré-operatórios acima mencionados: não obstante a castração ser uma cirurgia rotineira não devemos esquecer que existe um risco inerente a qualquer procedimento cirúrgico notadamente aqueles que envolvem anestesia geral. O famoso diálogo...” mas doutor, precisa de todo esse cuidado antes de anestesiar minha cadela? Ainda mais sendo ela uma “vira-latas”...? Minha resposta, invariavelmente a mesma, é a seguinte: para mim não importa a raça mas o amor que temos pelos nossos bichos; portanto esses cuidados são absolutamente necessários . As regras de segurança, o protocolo, tudo deve ser levado em consideração para minimizar riscos; pense,caro leitor, se você realmente confiaria a vida de um ente querido, não importa a “ quantidade de patinhas “, a um profissional que não se preocupasse com as regras básicas de segurança. Claro está que, em casos emergenciais quando não há tempo hábil para realização de exames prévios, nossos pacientes serão anestesiados e operados imediatamente pois o objetivo premente é salvar a vida!

Existem duas condutas operatórias, quais sejam:

A) Ligadura das trompas ou secção das mesmas: quando o cliente opta por essa conduta deve ficar claro para o(a) proprietário(a) que a fêmea continuará apresentando cio regularmente, pode entrar em contato sexual com o macho, porém não engravidará;

B) A segunda opção, que por sinal é a mais solicitada pelos nossos clientes, é aquela em que o cirurgião faz a ablação cirúrgica dos ovários, isto é, remove-se os ovários da fêmea o que implicará na ausência de cios futuramente.

O grande questionamento é : qual a melhor conduta? Quando removemos os ovários da cadela ou da gata cessa a produção de hormônios da esfera sexual; assim a atividade mediada por esses hormônios deixa de existir o que acarreta uma vantagem adicional: diminuímos significativamente a probabilidade de ocorrência de neoplasias mamárias (tumores mamários) mediados por esses hormônios que deixaram de ser produzidos. Da mesma forma, castrar os machos significa que haverá redução na possibilidade de neoplasias da próstata o que também é benéfico por todos os motivos possíveis.

A dúvida: animais castrados engordam? Se o cirurgião remover os ovários das fêmeas, ou seja, aquela opção em que elas sequer terão o famoso cio, existe sim, a possibilidade de ganho de peso indesejável; caso observemos essa tendência a engordar deveremos alterar a alimentação dos nossos filhos de quatro patas bem como estabelecer um regime diferenciado de exercícios físicos. Aliás pode o caro leitor imaginar-se praticando uma boa caminhada com seu melhor amigo(a)?Se todos os argumentos científicos não forem suficientes para que pensemos em castrar nossos cães e gatos, independentemente do sexo dos mesmos, lembremos que a castração é uma forma eficaz de controle de natalidade que pode se traduzir em menos filhotes abandonados nas ruas.

________________________________________________________________

Dúvidas: fale conosco: Dr. Claudio Aquiles Daemon médico veterinário CRMV – RJ 2705, av. Barão do Rio Branco , 1148 – Centro, Petrópolis- RJ Tels: (24) 22430880 (24) 998393749

Apoio: