Lisaac

Sementes de vida, ������© tempo de semear

Arquivo por categoria: EVANGELHO DE HOJE

Evangelho do dia, leitura, reflexão, Palavra do Senhor

set 20

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

biblia-setembro-de-2016-2

24ª SEMANA DO TEMPO COMUM – QUARTA-FEIRA – 20/09/2017 – 

“Todos nós somos cristãos, e muitas vezes nos orgulhamos disso, afinal de contas, temos a salvação em Jesus Cristo e a filiação divina, sem contar que somos templos do Espírito Santo. Porém devemos nos questionar se a nossa vida é coerente com o que cremos, pois muitas vezes vivemos uma religião de gestos exteriores, de cumprimento de normas rituais, de práticas religiosas, mas não vivemos o essencial: não somos capazes de amar, não temos os mesmos sentimentos de Jesus Cristo: a misericórdia, a justiça, a fraternidade, a solidariedade. Com isso, o Evangelho soa todos os dias em nossos ouvidos, mas não toca os nossos corações, nem transforma as nossas vidas, e a sabedoria fica longe de nós.” 

Evangelho (Lc 7,31-35)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus:  31 Com quem hei de comparar os homens desta geração?  Com quem eles se parecem?  32 São como crianças que se sentam nas praças,  e se dirigem aos colegas, dizendo:  'Tocamos flauta para vós e não dançastes;  fizemos lamentações e não chorastes!'  33 Pois veio João Batista, que não comia pão nem bebia vinho,  e vós dissestes:  'Ele está com um demônio!'  34 Veio o Filho do Homem, que come e bebe, e vós dizeis:  'Ele é um comilão e beberrão,  amigo dos publicanos e dos pecadores!'  35 Mas a sabedoria foi justificada  por todos os seus filhos.'

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

 

set 19

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

biblia-setembro-de-2016-2

24ª SEMANA DO TEMPO COMUM – TERÇA-FEIRA – 19/09/2017 – 

“Os milagres que Jesus realiza não possuem uma finalidade em si, mas são a expressão de uma realidade maior. Quando vemos o caso do Evangelho de hoje, percebemos duas coisas: primeiro: o nosso Deus é o Deus da vida e da vida em abundância, e tem poder sobre a morte; segundo: o que motiva Jesus a agir é a compaixão com os que sofrem, e isso nos mostra um aspecto muito importante da sua missão, que é a solidariedade com os mais pobres e necessitados. E tudo isso nos revela que Deus veio visitar o seu povo, ser solidário com ele, e esta notícia precisa ser espalhada para todos os homens a fim de que todos possam perceber a presença amorosa de Deus em suas vidas.” 

Evangelho (Lc 7,11-17)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo:  11 Jesus dirigiu-se a uma cidade chamada Naim.  Com ele iam seus discípulos e uma grande multidão.  12 Quando chegou à porta da cidade,  eis que levavam um defunto,  filho único; e sua mãe era viúva.  Grande multidão da cidade a acompanhava.  13 Ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela  e lhe disse: 'Não chores!'  14 Aproximou-se, tocou o caixão,  e os que o carregavam pararam.  Então, Jesus disse:  'Jovem, eu te ordeno, levanta-te!'  15 O que estava morto sentou-se e começou a falar.  E Jesus o entregou à sua mãe.  16 Todos ficaram com muito medo  e glorificavam a Deus, dizendo:  'Um grande profeta apareceu entre nós  e Deus veio visitar o seu povo.'  17 E a notícia do fato espalhou-se pela Judeia inteira,  e por toda a redondeza.

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

 

set 18

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

biblia-setembro-de-2016-2

24ª SEMANA DO TEMPO COMUM – SEGUNDA-FEIRA – 18/09/2017 – 

“Uma coisa é a fé em si, e outra coisa é como ela se expressa. Para muitos, a fé em si nem sequer é percebida, de modo que existe uma necessidade muito grande de ritualismo e de formas exteriores de expressão da fé. Quem tem verdadeiramente fé em Jesus, acredita na autoridade do seu nome e na força da sua Palavra, e não necessita de manifestações exteriores para acreditar na eficácia da sua ação. Deste modo, todos nós somos convidados a reconhecer que a grandiosidade da fé do Centurião que acreditou plenamente no poder da Palavra de Jesus e não exigiu dele nenhum rito ou gesto exterior e, porque acreditou, foi atendido naquilo que desejava.” 

Evangelho (Lc 7,1-10)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo: 1 Quando acabou de falar ao povo que o escutava, Jesus entrou em Cafarnaum. 2 Havia lá um oficial romano que tinha um empregado a quem estimava muito, e que estava doente, à beira da morte. 3 O oficial ouviu falar de Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus, para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado. 4 Chegando onde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: 'O oficial merece que lhe faças este favor, 5 porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga.' 6 Então Jesus pôs-se a caminho com eles. Porém, quando já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: 'Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa. 7 Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente ao teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado. 8 Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um : 'Vai!', ele vai; e a outro: 'Vem!', ele vem; e ao meu empregado 'Faze isto!', e ele o faz'.' 9 Ouvindo isso, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia, e disse: 'Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé.' 10 Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

 

set 17

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

BÍBLIA DE DOMINGO

24º DOMINGO DO TEMPO COMUM – 17/09/2017 –

Evangelho (Mt 18,21-35)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo: 21 Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: 'Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?' 22 Jesus respondeu: 'Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23 Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. 24 Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. 25 Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. 26 O empregado, porém, caiu aos pés do patrão, e, prostrado, suplicava: `Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo'. 27 Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. 28 Ao sair dali, aquele empregado encontrou um dos seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: `Paga o que me deves'. 29 O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: `Dá-me um prazo! e eu te pagarei'. 30 Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia. 31 Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32 Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: `Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33 Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?' 34 O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida. 35 É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão.'

–– Palavra da Salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

set 16

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

BÍBLIA - A PALAVRA DE DEUS

23ª SEMANA DO TEMPO COMUM – SÁBADO – 16/09/2017 – 

“Podemos falar muitas coisas a respeito dos valores que devem nortear as nossas vidas e dos fundamentos mais profundos desses valores, porém o maior discurso que nós podemos fazer sobre o Reino de Deus e a Vida Nova em Cristo é o discurso da vida, uma vez que a nossa vida expressa o que de fato cremos e que valores de fato temos. Se temos uma vida marcada pelo amor e pela solidariedade, na busca da justiça e da fraternidade, é porque de fato a nossa fé é verdadeira, que possui o seu alicerce na verdadeira rocha, que é o próprio Jesus.” 

Evangelho (Lc 6,43-49)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:  43 Não existe árvore boa que dê frutos ruins,  nem árvore ruim que dê frutos bons.  44 Toda árvore é reconhecida pelos seus frutos.  Não se colhem figos de espinheiros,  nem uvas de plantas espinhosas.  45 O homem bom tira coisas boas  do bom tesouro do seu coração.  Mas o homem mau tira coisas más do seu mau tesouro,  pois sua boca fala do que o coração está cheio.  46 Por que me chamais: 'Senhor! Senhor!',  mas não fazeis o que eu digo?  47 Vou mostrar-vos com quem se parece  todo aquele que vem a mim, ouve as minhas palavras  e as põe em prática.  48 É semelhante a um homem que construiu uma casa:  cavou fundo e colocou o alicerce sobre a rocha.  Veio a enchente, a torrente deu contra a casa,  mas não conseguiu derrubá-la, porque estava bem construída.  49 Aquele, porém, que ouve e não põe em prática,  é semelhante a um homem que construiu uma casa no chão,  sem alicerce.  A torrente deu contra a casa,  e ela imediatamente desabou;  e foi grande a ruína dessa casa.'

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

 

set 15

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

BÍBLIA - A PALAVRA DE DEUS

23ª SEMANA DO TEMPO COMUM – SEXTA-FEIRA – NOSSA SENHORA DAS DORES. MEMÓRIA – 15/09/2017 – 

“A presença de Maria junto ao seu Filho no momento do seu suplício mostra para nós a realização da profecia de Simeão: “E quanto a ti, uma espada de dor transpassará a tua alma”. Esta presença também nos mostra a necessidade da nossa presença e da nossa solidariedade junto a todos os que sofrem e que esta presença deve ser muito mais do que estar ao lado fazendo alguma coisa. Ela deve ser também a presença solidária de quem sofre junto, porque temos os mesmos valores, comungamos as mesmas ideias e lutamos pela realização plena dos mesmos projetos.” 

Evangelho (Lc 2, 33-35)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo: 33 O pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele. 34 Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: "Este menino vai ser causa tanto de queda como de reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. 35 Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma".

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

 

set 14

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

BÍBLIA - A PALAVRA DE DEUS

23ª SEMANA DO TEMPO COMUM – QUINTA-FEIRA – EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ. FESTA – 14/09/2017 – 

“Todos os que creem no Filho de Deus elevado entre o céu e a terra, suspenso na cruz, recebem dele a vida eterna. A cruz, instrumento de suplício e de maldição, torna-se, em Jesus Cristo, instrumento de salvação para todas as pessoas. Por isso, somos convidados a nos associar à cruz de Cristo. Quando falamos em união à cruz, logo pensamos em sofrimento, mas devemos pensar em algo que é mais importante que o sofrimento: Jesus, no alto da cruz, não era nada para si, mas todo para os outros, nos mostrando, assim, que cruz significa não viver para nós mesmos, mas fazer da nossa vida um serviço a Deus e aos irmãos e irmãs. A cruz só pode ser verdadeiramente compreendida sob o horizonte do amor maior.” 

Evangelho (Jo 3, 13-17)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: 13 "Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu, o Filho do Homem. 14 Do mesmo modo como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do Homem seja levantado,  15 para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna. 16 Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna. 17 De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele".

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

set 13

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

BÍBLIA - A PALAVRA DE DEUS

23ª SEMANA DO TEMPO COMUM – QUARTA-FEIRA – 13/09/2017 – 

“O mundo nos prega valores que não são do Reino de Deus. Se formos viver de acordo com os valores do mundo, seremos egoístas e buscaremos unicamente a nossa própria satisfação. Porém, se quisermos viver de acordo com os valores do Reino de Deus, deveremos ser capazes de amar e, em nome do amor, buscar a felicidade, a satisfação e o bem estar de todos, e denunciar com coragem profética todos os que vivem e pregam os valores que não são do Reino de Deus. As consequências dessas posturas são que os que vivem de acordo com os valores do mundo, terão a consolação do mundo, e os que vivem de acordo com os valores do Reino, terão a consolação do Reino.” 

Evangelho (Lc 6, 20-26)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo:  20 Jesus levantando os olhos para os seus discípulos, disse:  'Bem-aventurados vós, os pobres,  porque vosso é o Reino de Deus!  21 Bem-aventurados, vós que agora tendes fome,  porque sereis saciados!  Bem-aventurados vós, que agora chorais,  porque havereis de rir!  22 Bem-aventurados, sereis quando os homens vos odiarem,  vos expulsarem, vos insultarem  e amaldiçoarem o vosso nome, por causa do Filho do Homem!  23 Alegrai-vos, nesse dia, e exultai  pois será grande a vossa recompensa no céu;  porque era assim  que os antepassados deles tratavam os profetas.  24 Mas, ai de vós, ricos,  porque já tendes vossa consolação!  25 Ai de vós, que agora tendes fartura,  porque passareis fome!  Ai de vós, que agora rides,  porque tereis luto e lágrimas!  26 Ai de vós quando todos vos elogiam!  Era assim que os antepassados deles  tratavam os falsos profetas.

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

 

set 12

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

BÍBLIA - A PALAVRA DE DEUS

23ª SEMANA DO TEMPO COMUM – TERÇA-FEIRA – 12/09/2017 – 

“Jesus não quis realizar sozinho a obra do Reino, mas chamou apóstolos e discípulos para serem seus colaboradores. Nós, ao contrário, muitas vezes queremos fazer tudo sozinhos e afirmamos que os outros mais atrapalham que ajudam. Com isso, negamos a principal característica da obra evangelizadora que é a sua dimensão comunitário-participativa, além de nos fazermos autossuficientes, perfeccionistas e maquiavélicos, pois em nome do resultado do trabalho evangelizador, excluímos os próprios evangelizadores, fazendo com que os fins justifiquem os meios e vivendo a mentalidade do mundo moderno da política de resultados, isto porque muitas vezes não somos evangelizadores, mas adoradores de nós mesmos.” 

Evangelho (Lc 6, 12-19)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

12 Naqueles dias, Jesus foi à montanha para rezar.  E passou a noite toda em oração a Deus.  13 Ao amanhecer, chamou seus discípulos  e escolheu doze dentre eles,  aos quais deu o nome de apóstolos:  14 Simão, a quem impôs o nome de Pedro, e seu irmão André;  Tiago e João;  Filipe e Bartolomeu;  15 Mateus e Tomé;  Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelota;  16 Judas, filho de Tiago,  e Judas Iscariotes, aquele que se tornou traidor.  17 Jesus desceu da montanha com eles  e parou num lugar plano.  Ali estavam muitos dos seus discípulos  e grande multidão de gente de toda a Judéia e de Jerusalém,  do litoral de Tiro e Sidônia.  18 Vieram para ouvir Jesus  e serem curados de suas doenças.  E aqueles que estavam atormentados por espíritos maus  também foram curados.  19 A multidão toda procurava tocar em Jesus,  porque uma força saía dele, e curava a todos.

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

 

set 11

NO EVANGELHO, A LUZ PARA A VIDA!

BÍBLIA - A PALAVRA DE DEUS23ª SEMANA DO TEMPO COMUM – SEGUNDA-FEIRA – 11/09/2017 –

“Duas perguntas podem ser feitas a partir do Evangelho de hoje: a primeira é sobre o motivo da existência da lei, e a segunda é sobre a nossa atitude em relação ao modo de agir das outras pessoas. No primeiro caso, a lei pode existir tanto para garantir direitos como para ser instrumento de opressão e de dominação. Os fariseus e os mestres da Lei fizerem da Lei de Deus não um meio para garantir o bem, mas um meio de estabelecerem relações de poder e dominação. No segundo caso, quando uma pessoa faz algo que nos surpreende, nós podemos condená-la e excluí-la porque não segue os padrões da normalidade ou podemos buscar os seus motivos, e talvez aprendamos novas formas de amar."

Evangelho (Lc 6,6-11)

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo  segundo São Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Aconteceu num dia de sábado que,  6 Jesus entrou na sinagoga,  e começou a ensinar.  Aí havia um homem cuja mão direita era seca.  7 Os mestres da Lei e os fariseus o observavam,  para verem se Jesus iria curá-lo em dia de sábado,  e assim encontrarem motivo para acusá-lo.  8 Jesus, porém, conhecendo seus pensamentos,  disse ao homem da mão seca:  'Levanta-te, e fica aqui no meio.'  Ele se levantou, e ficou de pé.  9 Disse-lhes Jesus: 'Eu vos pergunto:  O que é permitido fazer no sábado: o bem ou o mal,  salvar uma vida ou deixar que se perca?'  10 Então Jesus olhou para todos os que estavam ao seu redor,  e disse ao homem: 'Estende a tua mão.'  O homem assim o fez e sua mão ficou curada.  11 Eles ficaram com muita raiva,  e começaram a discutir entre si  sobre o que poderiam fazer contra Jesus.

–– Palavra da salvação!

— Glória a vós, Senhor.

                                

FONTE: http://www.catolicoorante.com.br/liturgia

 

Posts mais antigos «

Apoio: