Lisaac

Sementes de vida, ������© tempo de semear

«

»

set 05

MEDITAÇÃO SEMANAL: O REENCONTRO DA ALMA

NAMASTÊ - 2017

MEDITAÇÃO: FONTE DE ENRIQUECIMENTO DA ALMA –

 *Luiz Antonio de Moura –

TEMA PARA A SEMANA: SABEDORIA – O que é a SABEDORIA, senão o conhecer a Deus e a si mesmo, manifestando profundo amor e temor ao Criador de todas as coisas e de todos os seres? Amor e temor confundem-se com respeito e reverência, e este é o ponto máximo do saber. O verdadeiro sábio é aquele que reconhece em Deus a fonte eterna de todas as coisas e de todos os bens espirituais. Não existe maior riqueza para o ser humano do que a SABEDORIA. Esta foi a primeira compreensão que o Rei Salomão teve, quando se sentou na cadeira de seu pai, Davi sucedendo-o no trono de Israel, pois, foi a única coisa que se lembrou de pedir, quando Deus, aparecendo-lhe em sonho disse: “Pede-me o que queres que eu te dê” e Salomão, deixando de lado qualquer desejo pessoal ou material que, mesmo na condição de rei, poderia alimentar, pede: Dá-me sabedoria e inteligência, a fim de que eu saiba conduzir-me bem diante de teu povo, porque quem poderá governar dignamente este povo que é tão grande?” (IICr. 1, 7-10).

É, pois, a SABEDORIA o bem que devemos buscar de forma insistente e persistente, a fim de que possamos, não, governar como Salomão, mas, e, sobretudo, sujeitarmo-nos aos governantes e aos “reis” deste mundo. Se o Senhor não nos conceder SABEDORIA, como haveremos de caminhar por estas estradas tão tortuosas e cheias de inimigos, de pedras e de espinhos? Peçamos-Lhe, portanto, tal qual Salomão, que nos conceda SABEDORIA em todos os dias da nossa existência, para que nosso convívio com todos os demais seres vivos seja mais frutífero e pacífico.

 “Quase toda a suma de nossa sabedoria, que deve ser considerada a sabedoria verdadeira e sólida, compõe-se de duas partes: o conhecimento de Deus e o conhecimento de nós mesmos. Como são unidas entre si por muitos laços, não é fácil discernir qual precede e gera a outra. Pois, em primeiro lugar, ninguém pode olhar para si sem que volte imediatamente seus sentidos para Deus, no qual vive e se move, porque não há muita dúvida acerca de que não provenham de nós as qualidades pelas quais nos sobressaímos” (CALVINO, João – A Instituição da Religião Cristã – Tomo I – p. 37).

INCENSO
(SE JULGAR CONVENIENTE, ACENDA UM INCENSO DA SUA PREFERÊNCIA)

MEDITE: Leia com atenção este pequeno roteiro e, em seguida, inicie o processo de meditação caminhando ou sentando de forma confortável (de preferência no chão, em uma almofada sobre um tapete ou um tatame, na posição que melhor proporcionar alguns minutos em total entrega, sem dores nas pernas ou no corpo), sempre lembrando que meditação não é exercício físico, mas, espiritual. Mantenha os olhos semifechados e acompanhe atentamente todo o seu processo respiratório: inspirando – expirando. Mentalize o ar entrando por suas narinas e insuflando os pulmões. INSPIRE calma e serenamente. Agora, mentalize o ar saindo dos pulmões, chegando às narinas e sendo expulso para fora do seu corpo. EXPIRE calma e serenamente. Durante todo o processo, pense no ESPÍRITORuach (em hebraico), que adentra em nosso interior e expulsa o ar maléfico e malfeitor. Assim, INSPIRE força, ciência e sabedoria. EXPIRE forças negativas, ignorância e ar poluído. INSPIRE e EXPIRE calma e serenamente, repetindo mentalmente: “Jesus, filho de Deus, tende piedade de mim”. Repita o processo por um pouco de tempo, até sentir sua alma serenada e tranquila.

Entregue sua vida e seu SER a Deus e ouça a voz que fala dentro de você. Não tente compreender todos os mistérios de uma única vez. Tenha calma e serenidade, o ESPÍRITO vai te revelar muitas coisas. Reflita sobre o tema proposto: A SABEDORIA. Você retornará ao seu lar interior em breve. Agora, despeça-se do Santo dos Santos que está no altar do seu coração e vá se afastando lenta e serenamente. Feche a porta da sua alma e saia de forma calma, serena e respeitosa. Aprenda a respeitar e a amar a si mesmo(a).

Agora, com os olhos abertos e com a alma já serenada, avalie tudo o que você tem feito para adquirir a verdadeira SABEDORIA. Tem procurado por ela nas ciências humanas, ocultas ou místicas? Ou, como Salomão, você compreende que a SABEDORIA é Deus, está com Deus e vem de Deus, que a concede àquele ou àquela que, humildemente, por ela suspira dia e noite?

Faça estas reflexões durante a semana e procure ajustar-se a ao modelo proposto: peça a Deus para te conceder SABEDORIA, sempre e em todas as coisas, a fim de que o seu pensar e o seu agir sejam impulsionados pela verdadeira SABEDORIA, que vem do Alto e não, pela sabedoria do mundo, que, acima de tudo, é ilusória. Não se esqueça, porém, de buscar o conhecimento de Deus e de si mesmo(a), amando, respeitando e reverenciando o Criador de todas as coisas e de todos os seres, caminho certo para a aquisição da única e verdadeira SABEDORIA. Reflita! Na próxima semana, outro tema será proposto.

NAMASTÊ - NOVO

Namastê!

____________________________________
 *Luiz Antonio de Moura é um caminhante, um pensador espiritualista e um cultor do silêncio!
   

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Apoio: